7.1.13

Resenha: Estilhaça-me #1


Título: Estilhaça-me (Shatter me)       
Autora: Tahereh Mafi
Páginas: 304
Editora: Novo Conceito
Ano: 2012
Trecho favorito:
Odeio o fastio indiferente de um Sol preocupado demais consigo mesmo para se dar conta das infinitas horas que passamos em sua presença. O Sol é uma coisa arrogante, sempre vendo o mundo pelas costas quando se cansa de nós. A Lua é uma companheira correta. Ela nunca se vai. Está sempre lá, observando, constante, reconhecendo-nos em nossos momentos de luz e escuridão, em constante transformação, assim como nós. Todos os dias uma versão diferente dela mesma. Às vezes fraca e lívida, noutras forte e cheia de luz. A Lua compreende o significado de ser humano. página 28

Juliette é uma adolescente de 17 anos. Mas ela não é uma adolescente como as outras. Ela tem uma maldição dom. Ela pode matar as pessoas apenas com seu toque. E é por isso que ela está sem tocar em alguém há 264 dias, desde que foi presa internada por ter tocado sem querer em uma pessoa e essa pessoa ter morrido. Em sua cela, Juliette está ausente da companhia de outras pessoas, a sua única companhia é um caderno e uma caneta. Mas tudo muda quando ela ganha um companheiro de cela. Adam.
Seus braços são tatuados até os cotovelos. Na sobrancelha falta-lhe uma argola, que eles devem ter confiscado. Olhos azul-escuros, cabelos castanho-escuros, linha da mandíbula definidas, físico forte e magro. Deslumbrante. Perigoso. Aterrorizante. Horrível. página 7
Mas afinal, o que o pessoal do Restabelecimento queria que ela fizesse com Adam? Queriam que ela matasse ele? O quão esquisito ele era a ponto de colocarem-no junto dela? Apesar de todas essas questões voarem na cabeça dela, ela quase que não consegue se conter ao seu desejo de tocar ele ou de ser tocada por ele. Durante o tempo em que ficam na prisão, eles trocam poucas palavras e alguns olhares.
- Então por que você não me diz o seu nome? - Ele se inclina para frente e eu congelo. Eu me derreto. Eu evaporo. página 24
Adam é levado embora dela. E ela também sai daquele lugar horrível. Quando ela sai não reconhece mais o mundo em que vive. As plantas estão mortas, ela não vê mais nenhum pássaro sobrevoando o céu, a camada de ozônio está destruída, pessoas estão morrendo de fome, literalmente. Tudo está um caos e o Restabelecimento prometeu à população que ajudaria a mudar as coisas. Mudar para melhor. Mas não é bem isso que acontece. Depois de tantas mortes, quem sobreviveu pode se tornar perigoso pro Restabelecimento. Eles acham que Juliette é a arma que está faltando no exército. Sendo mais clara, Warner é quem acha isso. Depois de seu pai, ele é o big boss do Restabelecimento, tem poder, e vai fazer de tudo para que Juliette se junte a ele. Será uma escolha dela: ser a arma que eles precisam ou ser a arma que eles temerão.

~~~~~~~~~~

Meu Deussssssssss, esse livro me tirou o fôlego! Vou tentar encontrar palavras para por aqui sobre o que achei do livro.

O livro é narrado em primeira pessoa, o que já me conquistou logo. A Tahereh tem um jeito diferente, incrível e maravilhoso de escrever. Não tem como não sentir o que Juliette está passando, toda sua dor, seu sofrimento, sua solidão, seu desespero de ser tocada. No começo eu não achei o livro tão empolgante, porque era só ela e Adam dentro da cela, eu não conseguia ver um futuro melhor. Os personagens são bem descritos (Adam e Warner), exceto Juliette que não consegui visualizar bem, até porque ela não se via no espelho, então não tinha como ter uma boa visão da mesma. O que me ajudou a ter uma imagem dela foi a capa do livro. Gostei de todos os personagens. Me apaixonei por Adam, quero ele pra mim já! Warner é gato, porém é o vilão hahaha

É uma história agoniante, desesperadora, que tem momentos que você acha que a história não tem mais continuação porque algo ruim vai acontecer ali e pronto, tudo se acaba.

O livro é cheio de palavras tachadas e em algumas partes falta pontuação. Mas não que isso seja algo ruim ou que seja erro da editora. É só um modo de Juliette se expressar. Agoniada, cheia de sentimentos dentro de si e lhe faltam palavras.
Fui desprezada abandonada banida e arrastada de minha casa. Fui empurrada espetada testada e jogada em uma cela. Fui estudada. Fui deixada passando fome. Fui encorajada à amizade somente para ser traída e aprisionada neste pesadelo pelo qual esperam que eu seja agradecida. Meus pais. Meus professores. Adam. Warner. O Restabelecimento. Sou dispensável para todos eles. página 66
Enquanto lia, o mundo descrito que imaginei, era caos, óbvio, mas não tem tantos detalhes porque ela tá presa há muito tempo e, como o livro é em primeira pessoa, não tinha como ela ter uma visão melhor do que estava acontecendo lá fora.

Enfim, o livro recebeu nota 5. Gostei de tudo, dos personagens, do enredo, do ambiente em que os fatos aconteceram. Distopia é o meu gênero favorito e, dificilmente, livros desse gênero receberão alguma nota ruim hehe

Trilogia Estilhaça-me:
  1. Estilhaça-me (Shatter me)
  2. Unravel me (os demais ainda não lançados no Brasil)
  3. Sem título definido

12 Comentários:

Norton Almeida disse...

Dizem que esse livro é ótimo e já vi diversas resenhas dele, amei a sua!!

Novo post lá no blog! Visite e comente.
http://apenas-tedio.blogspot.com.br

Caixa da Mari disse...

Nossa, a história parece bem diferente mesmo...
Nunca tinha ouvido falar do livro, mas me parece interessante e você descreveu bem ele.

Não tenho o costume de ler esse tipo de livro, mas sinto que deveria dar uma chance para Estilhaça-me (:

Beijos,

Mari
http://www.caixadamari.com/

Climb Teen disse...

Olá...
Amei o livro minha prima tem haha vou pegar emprestado dela.
Já estou seguindo aqui viu ? Volto sempre hehe :)
link:climbteen.blogspot.com

Camila Dantas disse...

Oi! Eu amei seu blog, já estou seguindo e sou a 60ª seguidora, hahaha.
Quanto ao livro, achei INCRÍVEL! Ainda não li, mas sua resenha fez ele entrar para minha wishlist!

Beijo,
www.vitima-fashion.blogspot.com/

Caroline Ferraz disse...

Nossa, parece ser muito bom mesmo!
Gosto de livros assim, parecem bem futuristas e eu sempre acho que vão acontecer mesmo kkkk

Att, Line
putmerd.blogspot.com

Brenda Lima disse...

Ai caramba, li a resenha toda, parece bem intereessante, mesmo, apesar de não ser fã de livros assim, mas sério, parece prenedr bem o leitor, legal, beijoos

Meu blog: ABOUTBRENDALIMA

Meia Noite e Quinze disse...

Adorei a resenha, estou com alguns livros encalhados aqui em casa pra ler, mas se der vou comprar este.

Beijos, Laura.
www.meianoiteequinze.com

Gabriela Orlandin disse...

Oi!
Adorei a sua resenha. Também amei esse livro, e a forma como a autora escreve. Eu acho que essa coisa de faltar pontuação e tachar palavras foi a mega sacada da autora, porque é um diferencial que nenhum outro autor tem. Ela escreve incrivelmente bem! Já estou ansiosa pelos próximos, espero que sejam lançados em breve! *-*
Beijos.

Liz Albuquerque disse...

estava querendo ler esse livro há tempos!!! só preciso de um tempinhoo :DD adorei a resenha!

Passando para desejar um ótimo dia!
Liz<3
The Red Lil' Shoes Blog
http://theredlilshoes.blogspot.com.br/

Giulia Pessoz disse...

Parece ser bem legal! Gostei da capa! ushaush
Batom De Framboesa.

Giulia | TEEN LIST disse...

Nunca ouvi falar, mas parece ser legal.

www.teenlist.blogspot.com

Beatriz Medeiros disse...

@Gabriela Orlandin
O livro é muito bom, simplesmente! Não tenho palavras pra descrever. E a autora realmente escreve muito bem, uma coisa diferente, não sei explicar :*

Postar um comentário

 
mundo de Florence ©Template por 187 tons de frio. Resources:falermpiard e magg.